LINHAGENS ALEXANDRINAS - DIFERENÇAS E SEMELHANÇAS

Existem de facto diferenças entre as Linhas ou Linhagens Alexandrinas?

Em primeiro lugar temos de entender o que é uma Linhagem e como ela é formada. Uma Linhagem é formada quando um par de Altos Iniciados (Sumo Sacerdote e Sumo Sacerdotisa) dão uma origem única (de forma comum em termos geográficos) a uma sucessão de Covens a partir de um Coven origem; um exemplo disto será o primeiro Coven Alexandrino Americano em Boston, o qual deu origem a vários outros. Estes Covens tomam a sua linha comum (neste caso, o nome do primeiro Coven origem) como sendo a sua Linhagem. As Linhagens acontecem quando Covens se estabelecem pela primeira vez em territórios geográficos ou dentro do mesmo território/pais em regiões diferentes. Exemplos disto seria a Linha de Boston, a Linha do Rio de Janeiro, a Linha de São Paulo ou a Linha de Lisboa. 

Mas quais as diferenças entre estas Linhas? 

Esta é uma pergunta simples com uma resposta complexa. 
Um dos pontos fundamentais na Craft é o treino ou a formação de um iniciado, tanto pratico como teórico, feito dentro do circulo, em Coven. O sucesso e proficiência de um(a) bruxa(o) depende não só  de um treino completo mas da capacidade e iniciativa da(o) Iniciada(o) em trabalhar o material que lhe foi facultado, progredindo assim a níveis de desenvolvimento espiritual na sua pratica em Circulo. Alguns destes Iniciados irão-se tornar professores da Craft e ensinar a outros o que lhes foi ensinado a eles. Existem dois pontos a considerar;

Infelizmente existem péssimos professores mas
felizmente existem também excelentes professores.

Maus professores podem se-lo por varias razoes; uma delas será porque foram ensinados por um mau professor também. A responsabilidade do material que é passado está no professor e se esse material está incompleto ou corrompido, o aluno recebe-o desta forma e irá passa-lo da mesma maneira. No entanto, é também da responsabilidade de qualquer iniciado, quando consciente desta lacuna, corrigir-las, procurando colmatar as falhas que encontra no seu próprio treino para que possa passar aos seus alunos um conhecimento integro e completo.

Assim, e nesta ordem de ideias, um Iniciado que irá ser responsável pela fundação de uma linha, se este for mal preparado, com treino faltoso ou incompleto, irá passar o mesmo aos que o sucedem na sua linha. Assim a linha torna-se (por vezes de forma involuntária) faltosa em termos de treino. Os Iniciados destas linhas que são conscientes desta falha, irão eventualmente procurar colmatar esta lacuna e procurar mais treino.

Maxine Sanders escreveu:

“No caso dos muitos Iniciados Alexandrinos que não receberam treino directo, eu terei de saudar a sua tenacidade em continuar o seu trabalho dentro do Circulo. No entanto, tornou-se óbvio, que aquando da oportunidade de pedir treino, alguns receberam o treino requerido enquanto outros, sucumbindo ao seu ego mundano, escolheram continuar nos seus caminhos mágicos e ritualisticos, apesar de terem sido elucidados – elucidação pedida por eles mesmos – em relação a que alguns dos seus métodos e trabalhos estarem em directa contradição com o trabalho oculto da Tradição Alexandrina”. ~ Maxine Sanders

Todo o iniciado consciente anseia e é ganancioso por conhecimento.

Este conhecimento, que deve de ser passado no treino completo, é um conhecimento básico (parte do que chamamos de treino básico) que deve de ser partilhado e ensinado a todos os iniciados da Tradição.

Existem diferenças entre Linhas, as quais são características únicas as mesmas e que por vezes as definem ou definem a forma como estas operam. Note-se que estas características não fazem parte do treino básico, mas são opções de funcionamento da própria linha, por vezes em forma de protocolo ou diferenças em funcionamento e relação entre Covens. O treino básico não é a mesma coisa do que o trabalho natural desenvolvido pelo Coven.

Sendo assim, existem diferenças entre Linhas. Depende dos que as constituem e do percurso que estes tiveram e o treino que obtiveram, assim se irá reflectir nos demais iniciados dessa mesma linha.

Concluindo, sim existem diferenças entre linhas. No entanto o treino básico deve de ser o mesmo.