Livro Novo - uma nova entrada no diário de Maxine Sanders

Maxine Sanders, Sao Paulo, Brasil 2016

Maxine Sanders, Sao Paulo, Brasil 2016

Maxine Sanders escreveu uma nova entrada no seu blog pessoal. Se quiser consultar o original, pode ler por aqui (http://maxinesanders.co.uk/diary.htm). Fica aqui uma tradução do original. Tradução autorizada directamente por Maxine Sanders do original em língua Inglesa.

Livro novo.
Título provisório. Silêncio quebrado
Muito tem acontecido desde a última vez que escrevi no meu diário; alguns eventos tristes, alguns maravilhosos e outros entediantes e agora tão mágicos que por vezes é difícil aceitar a forma como tudo aconteceu. Bem, de facto não; esse é o caminho da magia.
Victor, o meu filho, teve um derrame cerebral catastrófico, que o deixou gravemente danificado. Depois de muito trabalho, encontrei um apartamento na famosa Abbey Road, em Londres, que me permitiu tirar Victor da ‘Casa de Saúde’ e cuidar dele em nossa nova e encantadora casa mágica. O endereço soa a fama dado a sua proximidade com a Abbey Road Studios, famosos pela gravação dos Beatles, e a passadeira (faixa de pedestre), que hoje em dia atrai os turistas para ter as suas fotos tiradas, à semelhança dos quatro famosos, causando enormes engarrafamentos. A nossa casa não é grande, e para nós é perfeita; Damos graças ao Universo todos os dias pela abundância de bênçãos que preenchem as nossas vidas.
A princípio, tudo era assustador, comprimidos, enfermeiras, médicos, fisioterapeutas e pessoal auxiliar, todos profissionais e eu oprimida pela enormidade do estado de saúde do Victor e pela incrível responsabilidade de cuidar de um homem que ama a vida. 
Graças a Deus, pelo humor e que os pequenos erros que cometi não o mataram.
Demorou cerca de três anos para estabelecer uma rotina e ainda assim, tudo pode mudar de um momento para o outro com a imprevisibilidade da infecção e dos seus devastadores e dolorosos efeitos que podem literalmente levar meses para curar.
Foi um choque saber que as(os) bruxas(os) estavam mais uma vez a provocar travessuras e confusão; Na verdade, não foi choque nenhum. Evidentemente elas não estavam a par das minhas circunstâncias pessoais mas ainda assim, mesmo conhecendo as minhas circunstancias, não acho teria feito alguma diferença. Alex chamava estas(es) bruxas(os) de ‘bando briguento’. Ultimamente, eu gostaria de chamá-las(los) muito pior do que isto. Iniciado ou não, a social media parece despojar algumas pessoas de todas as graças sociais e da sua suposta espiritualidade. Só porque eles estão num grupo fechado ou “secreto”, eles parecem pensar que as suas agitações e confusões são apenas lidos pelos os olhos da ‘mafia’. Se eles soubessem!
Haverá sempre aqueles que tiram um print de tela instantâneo dos posts mais interessantes e enviam-nos para quem? Bem……. Recentemente o meu email está cheio de posts vis e dúplice, que foram capturados e enviados para mim.
E recentemente ... recebi e li uma cópia do livro da “vassoura”*. Tanto as mensagens de prints de tela como o livro da ‘vassoura’ teriam sido tratados com silêncio digno. Infelizmente, os fatos históricos são constantemente retratados de forma falsa. E não me e estranho que supostas "autoridades de renome" recriem eventos que não correspondem à verdade.
Silêncio dignificante não é mais respeitado por aqueles que conhecem os fatos e mesmo assim optam por alterá-los para melhorar a sua própria posição na história.
Se a ilusão e a sugestão maligna não forem desafiadas, os ressentimentos herdados se tornam uma massa de ódio dentro daqueles que não estavam presentes na época e que depois de várias décadas, se tornaram devotos daqueles que continuam a espalhar maldades falsas. Tudo por causa de ciúmes e mentiras que, quando publicadas vezes suficientes se tornam verdade e é assim que a história é corrompida.
Então ... os registos foram acessados, aconselhamento jurídico providenciado e o livro esta em andamento.
Segurem as vossas vassouras que esta vai ser definitivamente uma leitura agitada, hilariante, fascinante e esclarecedora.

*"Writer On A Broomstick, The Biography of Stewart Farrar" de Elizabeth Guerra (Autor), R J Stewart (Foreword), Janet Farrar (Contribuição)