AS LINHAS ALEXANDRINAS NO BRASIL - LEGITIMIDADE E FORMA

Linhas e Linhagens - a legitimidade da Tradição Alexandrina no Brasil

Ao longo de vários anos, o Brasil tem sido palco das mais diversas fraudes, no que diz respeito a Wicca Tradicional. No decorrer dos anos, varias "linhagens" Alexandrinas vieram a superfície, e vários "iniciados" tomaram voz, clamando ter sido iniciados numa ou noutra linha Alexandrina.

Por volta de 2007, eu criei uma Lista Privada para a Tradição Alexandrina, a Network Alexandrina. Esta Lista foi criada com o intuito de aproximar os Alexandrinos de todo o mundo e os incluir num mesmo lugar, para que pudessem discutir e trocar impressões sobre as suas técnicas, protocolo e os vários procedimentos Alexandrinos. Em apenas um ano, a lista cresceu para conter centenas de Iniciados Alexandrinos dos quatro cantos do Mundo, representantes de varias linhas espalhadas por mais de 20 países, provenientes e iniciados de varias épocas, desde os anos 60 ate aos anos 2000. Nesta lista são apenas admitidos Iniciados validos e verificados. As linhagens são verificadas junto das centenas de iniciados, inclusive junto de Maxine Sanders. Maxine, que ainda hoje nos aconselha e guia, sempre esteve a disposição para perguntas de esclarecimento, inclusive sobre linhagens.

No Brasil, surgiram algumas "linhagens" que, de uma forma ou de outra, foram submetidas a questionamento na Lista de Alexandrinos para verificação.

Surgiram varias vertentes: Linhagens provenientes da Ordine dela Luna (Ordem criada por Alex Sanders e Derek Taylor), linhagens provenientes de Vivianne Crowley, e outras linhagens que nem se sabe ou reconhece a proveniência. No inicio, e quando eu comecei a contactar com o Brasil, fiquei entusiasmado com as noticias de que existiam Iniciados Alexandrinos no Brasil. Rapidamente percebi que ou estavam a mentir ou a linhagem não era verificada ou ate mesmo invalida. Desde erros de nomes, criação de linhagens falsas com nomes lidos em livros, ate a linhagens onde a sucessão de iniciados não seguia o padrão normal, eu vi de tudo.

Com esta óptima ferramenta - a Lista de Alexandrinos - com acesso a centenas de iniciados das mais diversas Linhas Alexandrinas, incluindo a de Vivianne Crowley, seria muito fácil e rápido verificar quem era de facto legitimo.

Infelizmente, nenhum dos que encontrei se revelaram legítimos ou verificáveis.

Infelizmente, as Linhagens "Alexandrinas" destes indivíduos revelaram-se como sendo fraudes ou com duvidas e substancial falta de provas para que pudessem ser verificadas como legítimas. Já para não falar nas atitudes e comportamentos de ditos "Alexandrinos" Brasileiros em que o desconhecimento do protocolo e comportamento Alexandrino, revela uma evidente falta de treino e provavelmente de iniciação válida na Tradição.

Ainda hoje existem indivíduos a reclamar iniciação Alexandrina no Brasil, mesmo quando lhes foi dito que a linhagem que apresentam não é verificável ou valida junto dos Iniciados Europeus ou Americanos.

Ate onde sabemos, hoje no Brasil existe apenas duas Linhas/Linhagens verificada como legitimas Alexandrinas, com ligação directa a Alex e Maxine Sanders, e essas são a Linhagem de Boston/Maxine Sanders e uma segunda Linha de origem Irlandesa.

Ate a esta data, não se conseguiu verificar mais nenhuma linha Alexandrina no Brasil como sendo legitima. Como tal, gostaria de fazer um aviso; cuidado com quem se diz ser Iniciado Alexandrino. Os iniciados Alexandrinos no Brasil são conhecidos e facilmente contactáveis. Qualquer duvida acerca de alguém que se diz Alexandrino, perguntem aos iniciados Alexandrinos que estão presentes no grupo Tradição Alexandrina da Witchcraft no Facebook.

Verificação é essencial para evitar situações lamentáveis em que indivíduos enganam e continuam enganando aqueles que buscam de forma sincera fazer parte do Corpo Sacerdotal da Tradição Alexandrina da Witchcraft.

Linhagens - umas melhores outras piores?

Existem de facto Linhas ou Linhagens melhores ou piores?
Em primeiro lugar temos de entender o que é uma Linhagem e como ela é formada. Uma Linhagem é formada quando um par de Altos Iniciados (Sumo Sacerdote e Sumo Sacerdotisa) dão uma origem única (de forma comum em termos geográficos) a uma sucessão de Covens a partir de um Coven origem; por exemplo o primeiro Coven Alexandrino de Boston, o qual deu origem a vários outros. Estes Covens tomam a sua linha comum (nome do primeiro Coven origem) como sendo a sua Linhagem. As Linhagens acontecem quando Covens se estabelecem pela primeira vez em territórios geográficos ou dentro do mesmo território/pais em sítios diferentes. Exemplos disto seria a Linha de Boston, a Linha do Rio de Janeiro, ou a Linha de Lisboa. 

Mas quais as diferenças entre estas Linhas? 

Esta é uma pergunta simples com uma resposta complexa. 
Um dos pontos fundamentais na Craft é o treino ou a formação de um iniciado, tanto pratico como teórico, feito num circulo em Coven. O sucesso e proficiência de um(a) bruxa(o) depende não so de um treino completo mas da capacidade e iniciativa da(o) Iniciada(o) em trabalhar o material que lhe foi facultado, progredindo assim a níveis de desenvolvimento espiritual na sua pratica em Circulo. Alguns destes Iniciados irão-se tornar professores da Craft e ensinar a outros o que lhes foi ensinado a eles.

Infelizmente existem péssimos professores.
Felizmente existem excelentes professores.


Maus professores podem se-lo por varias razoes; uma delas será porque foram ensinados por um mau professor também. A responsabilidade do material que é passado esta no professor e se esse material esta incompleto ou corrompido, o aluno recebe-o desta forma e ira passa-lo da mesma maneira. No entanto, é também da responsabilidade de qualquer iniciado corrigir estas lacunas, procurando colmatar as falhas que encontra no seu próprio treino para que possa passar aos seus alunos um conhecimento integro e completo.

Assim, e nesta ordem de ideias, um Iniciado que ira ser responsável pela fundação de uma linha, se este for mal preparado, com treino faltoso ou incompleto, ira passar o mesmo aos que o sucedem na mesma linha. Assim a linha se torna (por vezes de forma involuntária) faltosa em termos de treino. Os Iniciados destas linhas que são conscientes desta falha, irão eventualmente procurar colmatar esta lacuna e procurar mais treino.

Todo o iniciado consciente anseia e é ganancioso por conhecimento.

Este conhecimento que deve de ser passado no treino completo é um conhecimento básico (parte do que chamamos de treino básico) que deve de ser partilhado e ensinado a todos os iniciados da Tradição.

Existem diferenças entre Linhas, as quais são características únicas as mesmas e que por vezes as definem ou definem a forma como estas operam. Note-se que estas características não fazem parte do treino básico, mas são opções de funcionamento da própria linha, por vezes em forma de protocolo ou diferenças em funcionamento e relação entre Covens. O treino básico não é a mesma coisa do que o trabalho natural desenvolvido pelo Coven.

Sendo assim, existem diferenças entre Linhas. Depende dos que as constituem e que percurso estes tiveram e o treino que obtiveram, assim se ira reflectir nos demais iniciados dessa mesma linha.

Karagan Griffith. Todos os Direitos Reservados 2016